sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Entrevista Por Fora do Gramado

A partir de hoje, o BLOG POR FORA GRAMADO começa uma série de entrevistas com blogueiros que chamam atenção pelo seu talento, organização e, é claro, simpaticidade.

Residente da Cidade Maravilhosa, estudante cursando o 7º período de jornalismo, influente, bem informado e cheio de talento, o jovem tem interesse em escrever sobre vários assuntos e, nunca está satisfeito.
Wilson (de preto) guarda a entrevista com o craque Edmundo em foto.

Wilson Hebert é uma das maiores figuras do mundo blogueiro dos dias de hoje e, o POR FORA DO GRAMADO tem o prazer e honra de tê-lo como primeiro entrevistado.

Espero que gostem:

PFDG: Vamos começar falando sobre você. Fale sobre sua personalidade, interesses e experiências dentro da área de jornalismo ou esporte.

WH: Desde que me entendo por gente, sempre soube que iria trabalhar com algo relacionado a futebol. Durante a infância persegui o sonho de ser jogador. Fiz teste em Brasília e no RJ e depois de ser reprovado no Olaria, já com 12 anos, deixei um pouco de lado essa vontade de começar uma carreira como atleta. Na sétima série, comecei a escrever notícias sobre futebol, opiniões sobre futebol, táticas que seriam melhores, escalações ideais etc. em folhas de papel. No primeiro ano do Ensino Médio eu me encontrei. Tive a decisão definitiva de ser jornalista pra atuar no meio esportivo. Hoje posso dizer que fiz a escolha certa e que estou começando bem. Só esse ano já entrevistei o Zico, o Edmundo e o Duílio (capitão do Fluminense campeão brasileiro em 1984).

PFGD: Conte sobre seu começo no mundo blogueiro, destacando as dificuldades passadas até chegar ao sucesso na rede.

WH: Uma coisa importante, na verdade, não encaro como dificuldade, mas sim como conquista. Foi a forma como melhorei meus textos de 2007 pra cá, justamente escrevendo pro meu blog. A minha sorte foi que no meu inicio como blogueiro o amigo André Rocha (hoje colunista do Olho Tático, no Globoesporte.com) me ajudou bastante. Ele via erros nos meus textos e mandava e-mail pra mim. Imediatamente eu ia lá e corrigia. E eu não sei se posso dizer que faço sucesso, hahaha... Mas acho que mais importante do que ir em 500 blogs pedindo pra pessoa visitar o seu, é o blogueiro oferecer algo de interessante e inovador nos textos, porque quem gostar desse diferencial visto no blog, vai voltar por conta própria, simplesmente porque gostou do que viu.

PFDG: Durante muito tempo, você manteve o blog 'Futebol, Música, Etc' e, nesse ano, mudou para 'Futebol & Variedades'. Por que da mudança?

WH: Eu sempre quis que meu blog tivesse uma plularidade de temas. Não queria fazer um blog sobre futebol, mas sim um sobre vários assuntos, por isso criei esse nome "Futebol, Música, Etc". Mas com o passar do tempo, percebi que tava caindo no vício de só escrever sobre futebol, ao mesmo tempo que tava começando a achar o nome do blog tosco, totalmente sem criatividade. Nesse ano, resolvi fazer uma mudança radical. Mudei a linha editorial (agora sim escrevo sobre várias coisas), mudei a aparência (pra pessoa não entrar e avistar somente o último post) e mudei o nome para Futebol & Variedades (não é tão criativo, mas é mais "apresentável").

PFDG: Você tem algum jornalista que mire como exemplo?

WH: O Mauro Beting, que sabe analisar a verdadeira forma de um time jogar, o PVC, mestre das informações e o Roberto Assaf, que valoriza os acontecimentos marcantes do futebol e os passa para as gerações mais recentes como ninguém.

PFDG: Como conheceu o blog 'POR FORA DO GRAMADO'? E, se lembrar, como me conheceu?

WH: No Chat dos Blogueiros. Não lembro como você entrou no chat, mas com certeza foi por lá. Depois descobri que você escrevia num blog sobre o Vasco que tinha a participação da Jéssica Corais. Quando você criou - ou voltou a postar - no Por Fora do Gramado, me convidou a visitar, daí fiquei conhecendo o blog.

PFDG: Nos dias de hoje, é muito discutida a questão de que os blogs, generalizando, de uma certa forma desvalorizam o 'verdadeiro jornalismo'. Qual é a sua opinião sobre o assunto? Você acredita que os blogs contribuem ou não para a formação de opiniões?

WH: Os blogs contribuem para a formação de opinião desde que eles obedeçam sua posição que é a de demonstrar uma opinião ou publicar notícias que nenhum outro site tenha publicado (caso de blogueiros com influencia). Já os blogs que publicam notícias que eu e todos os torcedores já vimos na TV, no Rádio, no Globoesporte.com, no Lancenet etc acho que são em vão. Pra que fazer um post dizendo que o Fluminense venceu o Palmeiras e foi de virada? Dificilmente alguém vai acessar esse blog sem já saber disso.

PFDG: O que é essencial em um blog? De maneira geral, os blogs atendem essa necessidade?

WH: Como já disse em outra resposta, o blog tem que ter um diferencial. Uma maneira diferente de ver os acontecimentos, opiniões embasadas, claras e objetivas, que fazem o leitor pensar sobre o tema, uma forma engraçada, irônica ou sei la, de ver os fatos, notícias de furo, que nenhum grande veículo tenha acesso... Enfim. Os blogs dos jornalistas famosos conseguem esse diferencial, mas nos blogs dos anônimos, poucos conseguem isso. Tem blog por aí que cai no vicio de fazer post dizendo que o Flu venceu o Palmeiras por 2x1, simplesmente (eu no meu inicio também fazia isso e o André também me ajudou nesse aspecto). E tem blogs que fazem pior: copiam um texto do Globoesporte.com e publicam como um post. Costumo dizer que esses blogs ocupam espaço na internet á toa e por conta disso deveriam pagar imposto e direito autoral ao jornalista que produziu a matéria que o tal blogueiro colou na cara de pau.

PFDG: Outro assunto muito discutido atualmente é a volta, ou não, do sistema de mata-mata para o Campeonato Brasileiro devido as últimas ocorrências de possíveis 'entregas de jogos'com o sistema de pontos corridos. Você é a favor ou contra a volta do antigo sistema?
WH: Não queria, mas vou me alongar nesse assunto, hahaha.

Uma formula ilude com a emoção e a outra ilude com organização.

Na verdade, o grande problema do futebol brasileiro é o calendário que dificulta os clubes terminarem o Brasileirão com o mesmo time que começaram (muitas vezes o time se desfaz de bons jogadores na janela do meio do ano), entre outros problemas.

Daí temos as seguintes bizarrices:

1- Clube que começa o Brasileirão pensando na Libertadores;
2- Clube que começa o Brasileirão pensando nas decisões da Copa do Brasil;
3- Clube que não começa pensando em outra coisa, joga a todo vapor, alcança boa colocação no primeiro turno, vende os bons jogadores na janela do meio do ano e se ferra no segundo turno;
4- Clube que ao final do Brasileirão não aspira mais nada, consegue algo de bom na Sulamericana e leva o Nacional nas coxas, daí participa de jogos decisivos e "entrega" pela falta de compromisso;
5- Clube que depende de dois ou três jogadores pra fazer boa campanha; desses, um ou dois se lesiona por seis meses. Aí acabaram as chances.

Enfim. Pra mexer no calendário, mexeria também no faturamento da CBF e da Globo.

Portanto, podemos esquecer qualquer mudança radical no futebol brasileiro.

PFDG: Quais as suas expectativas para a Copa do Mundo, em 2014, e para as Olimpíadas, em 2016? O que precisa ser feito para que os eventos ocorram com sucesso no Brasil?

WH: Vou por partes.

Na Copa do Mundo eu estou com medo. Imaginava atrasos de obras, mudanças de projeto após as obras iniciadas e, consequentemente, desvio de verbas. Já vimos os dois primeiros. Será que o terceiro não está acontecendo? Por outro lado, acho que vai ficar um bom legado pro país. Resta ver se nossos governantes vão saber lidar com isso.

Com relação a Seleção, está bem entregue nas mãos do Mano.

Já o Pan do Rio, o Cabral começou algo de bom. Varreu uma das áreas mais perigosas do RJ (mas isso não remove nem 1% do tráfico, que é um problema em escala global). As outras coisas vão acabar acontecendo, seja superficialmente, ou mal feitas mesmo. Mas vão acontecer nem que seja por pressão. Aí é o mesmo caso da Copa. Vai deixar um legado, mas não sei se os governantes vão saber - ou querer (!) - aproveitar.

PFDG: Vamos lá, um jogo rápido:

a) Um time: Hoje o Barcelona;
b) Um ídolo: Zico. Sempre;
c) Um estádio: Maracanã;
d) Um título: O do Brasileirão de 2002 conquistado pelo Santos. Foi a última vez que vi a vitória do futebol moleque sobre o futebol medroso;
e) Um jogo inesquecível: Brasil 2x0 Alemanha; final da Copa de 2002. Foi uma Seleção provando pra sua própria nação que era capaz.

PFDG: Muito obrigado, Wilson.

WH: Eu que agradeço. Sei que estou sendo o primeiro blogueiro entrevistado pelo POR FORA DO GRAMADO. Fico feliz. E parabéns, as perguntas ficaram muito bem formuladas!

Abração,

Luís Felipe Barreiros.

13 comentários:

futebolivre.com disse...

Parabéns. A entrevista ficou legal. Gostei.

Luís Felipe Barreiros disse...

Opa, muito obrigado!

Abração!

Tricolor Guerreiro disse...

Essa entrevista é uma ótima forma de divulgar o trabalha dos blogueiros.
Parabéns ótima iniciativa.
abraços!

fluminensetricolorguerreiro.blogspot.com

Gabriel Campi disse...

Parabéns pela iniciativa, Luiz, desta forma você ajuda na divulgação dos blogueiros. Muito bom!

Abraços!

www.blogfutebolnaveia.blogspot.com

Giovani Mattiollo disse...

Legal, assim todo mundo se ajuda, e todos os blogs crescem. Ficaram muito boas as perguntas, parabéns.

http://www.gremista-sangueazul.blogspot.com/

Gabriel Tramarin disse...

Entrevista sensacional o cara é fera . Ele tem uma visão igual a minha

'Blog que é bom tem que ser diferente'

Abraços!
http://saopauloblognews.blogspot.com/

Wilson Hebert disse...

Opa. Agradeço mais uma vez por ter me escolhido, Luís. Gostei muito de poder responder as suas perguntas.

E valeu ao pessoal que comentou a entrevista!

Abração a todos!

Luís Felipe Barreiros disse...

Obrigado a todos pelos elogios! A itenção é divulgar o trabalho dos blogueiros e, com isso, aproximar um por um através do mesmo objetivo: expor opiniões.

Abraços!

Luís Felipe Barreiros disse...

Wilson, eu que te agradeço! Pode ter certeza que a sua colaboração ajudou muito na iniciativa.

Abração!

Opinião do Carvalho disse...

Gostei da entrevista, bem legal dar espaço para outros blogueiros também.
Seguinte Luis Felipe, entrevista exclusiva com Marcelo Lomba lá no "Opinião do Carvalho".
Dê uma olhada.
Abração.

Rodrigo Carvalho.

Gabriel Tramarin disse...

Fala Luis beleza ?

É meio raro eu comentar em dois posts seguidos mas desta vez é pra te avisar que eu te indiquei ao prêmio blogueiro show 2010 (dá uma conferida pra vê se você já na recebeu).

Abração e parabéns!
http://saopauloblognews.blogspot.com/

Luís Felipe Barreiros disse...

Opa, muito obrigado!

Abração!

André Peixoto disse...

Luís, você fez bem em entrevistar o meu amigo WH na estreia do quadro. Ele deu show na entrevista, claro que você colaborou com perguntas muito bem boladas.

Abraço.

Seguidores